close
AlergiasDermatologia

Dessensibilização em Alérgicos a Medicamentos

alergica-e-produzida-alergia-medicamentos-asbai

Dessensibilização em Alérgicos a Medicamentos: A Dra. Maria Fernanda Malaman, explica o procedimento para os alérgicos a antibióticos e quimioterápicos.

Alérgicos a medicamentos podem fazer dessensibilização 

alergica-e-produzida-alergia-medicamentos-mãos

Os medicamentos estão entre os desencadeadores de reações alérgicas mais comuns e atingem cerca de 16 milhões de pessoas no Brasil.

Além de restringir o uso do remédio que causa a alergia, outro procedimento com bons resultados é a dessensibilização.

Que consiste na administração gradativa de doses crescentes de medicamento em paciente reconhecidamente alérgico, até atingir a dose plena indicada para o tratamento.

A Dra. Fernanda, explica que o procedimento de exceção dentro das alergias a medicamentos.

Deve ser considerada somente quando o fármaco responsável é essencial ou quando não existam alternativas satisfatórias.

Ela alerta ainda que a dessensibilização está contraindicada nos casos de doenças induzidas por drogas graves ou fatais.

Indicações para o tratamento de dessensibilização:

Alguns exemplos:

  • Antibióticos em doentes portadores do vírus HIV;
  • Pacientes com câncer e que apresentam alergia à quimioterapia;
  • Gestantes com sífilis alérgicas à penicilina, entre outras.

Ela frisa que a dessensibilização é um procedimento de extremo risco, a ser feito em situações específicas:

  • Apenas o especialista em Alergia que tenha passado por treinamento deve fazer o procedimento;
  • A dessensibilização deve ser realizada em ambiente hospitalar, com equipe e equipamentos disponíveis para atendimento de reações potencialmente graves, como a anafilaxia, por exemplo;
  • Nem todos os tipos de reações podem ser dessensibilizadas e o estado de dessensibilização é transitório, ou seja, a duração é de apenas alguns dias. Não é permanente.

Não se sabe quando foi realizada a primeira dessensibilização no Brasil, porém o procedimento é usado há várias décadas no tratamento de gestantes com sífilis alérgicas à penicilina.

“Somente um alergista poderá esclarecer em relação às indicações deste tipo de procedimento.

Vários profissionais e serviços de alergia em todo o Brasil estão habilitados para avaliar cada caso e realizar a dessensibilização se realmente for necessário”.

*Dra. Maria Fernanda Malaman: Coordenadora do Departamento Científico de Alergia a Drogas da ASBAI.

*ASBAI: Associação Brasileira de Alergia e Imunologia sem finalidade lucrativa, de caráter científico.

Com objetivo de promover o estudo, discussão e divulgação de questões relacionadas à Alergologia e Imunologia Clínica.

Além da concessão de Título de Especialista em Alergia Clínica e Imunologia a seus sócios, de acordo com a Associação Médica Brasileira.

Veja Mais
alergica-e-produzida-psoriase-costas
AlergiasDermatologia

Psoríase

Psoríase: Uma doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa. É uma doença cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente. Causas Sua causa é desconhecida, mas sabe-se que pode ter causas
Veja Mais
alergica-e-produzida-esmalte-Toga-Purple-Cremoso-Nubar
Eu TesteiUnhas

Esmalte Vegan 7 Free – NUBAR

Esmalte Vegan 7 Free - NUBAR: Produto livre de substâncias nocivas à saúde, meio ambiente, ingredientes com origem animal e testes feitos em animais. A marca produz linhas em diversas cores e acabamentos, como: Cremoso, Holográfico, Cintilante, Metálico,
Veja Mais
1 2 3 24
Page 1 of 24