close

Dezembro Laranja

Eventos

Dezembro Laranja, mês de prevenção ao Câncer da Pele

alergica-e-produzida-Dezembro-Laranja-2017-SBD

Dezembro Laranja, mês de prevenção ao Câncer da Pele: Essa semana começa o #DezembroLaranja, liderado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

alergica-e-produzida-SBD-Dezembro-Laranja-2017

Vem aí o Dezembro Laranja – Mês de Prevenção ao Câncer da Pele!

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), todos os anos surgem mais de 176 mil casos de câncer da pele.

Pelo alto índice, a SBD desenvolve, desde 2014, o movimento Dezembro Laranja.

Promovendo uma série de iniciativas de conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

Este ano, pela primeira vez, a campanha continua durante todo o verão, com ações na internet, ruas, praias e parques.

“Se exponha mas não se queime”, é o slogan da campanha pretende conscientizar e educar as pessoas sobre os riscos do câncer da pele

devida a exposição excessiva ao sol sem proteção.

“Queremos divulgar para a grande população, especialmente para os trabalhadores que desempenham suas funções expostos ao sol, como:

carteiros, vendedores ambulantes, operários da construção civil, feirantes e outros.

Esse conjunto de atitudes, essenciais para que essa exposição prolongada não traga problemas de saúde”,

afirma o presidente da SBD, José Antonio Sanches.

Para saber mais sobre a campanha, acesse: www.dezembrolaranja.com.br

Mutirão nacional de atendimento e combate ao Câncer da Pele no dia 2 de dezembro

Dia 2 de dezembro, cerca de três mil dermatologistas voluntários prestaram atendimento e aconselhamento sobre a importância das medidas preventivas.

As consultas foram realizadas, gratuitamente, em cerca de 130 postos de atendimento em todo o Brasil.

Essa é a 18ª edição da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele da SBD.

Segundo Sergio Palma, vice-presidente da SBD, “é um dia de voluntariado no qual queremos reforçar a importância da proteção diária para prevenção,

além de alertar que a identificação precoce do câncer da pele aumenta as chances de cura e evita danos ou mutilações mais profundas”, declara o médico.

Desde a sua implementação, em 1999 a campanha da SBD atingiu 566.873 pessoas.

Em 5 de dezembro de 2009, a SBD recebeu a certificação do Guinness World of Records por ter promovido a maior campanha médica do mundo realizada em um único dia,

e a maior campanha mundial de prevenção ao câncer da pele, com mais de 34 mil atendimentos em diferentes regiões do Brasil.

ATENÇÃO: Em Pernambuco, o mutirão de atendimento da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele, acontecerá na quarta-feira, 6 de dezembro, de 9 às 15h.

Sobre o Câncer da Pele

O câncer da pele é provocado pelo crescimento anormal das células que compõem a pele.

Existem diferentes tipos de câncer da pele que podem se manifestar de formas distintas, sendo os mais comuns denominados carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular

– chamados de câncer não melanoma – e que apresentam altos percentuais de cura se diagnosticados e tratados precocemente.

Um terceiro tipo, o melanoma, apesar de não ser o tipo de câncer da pele mais incidente é o mais agressivo e potencialmente letal.

Quando descoberto no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.

Em todos os tipos, a exposição excessiva e sem proteção ao sol é a principal causa de câncer da pele.

O câncer da pele pode se manifestar como uma pinta ou mancha, geralmente acastanhada ou enegrecida.

Como uma pápula ou nódulo avermelhado, cor da pele e perolado (brilhoso) ou como uma ferida que não cicatriza.

A regra do ABCDE ajuda na suspeita de uma lesão maligna e sinaliza que um dermatologista da SBD deve ser procurado.

ABCDE da Pinta:

Assimetria: A metade da pinta não “casa” com a outra metade. Pintas perigosas ou melanomas tendem a ter uma assimetria de cores e forma.

Bordas: Lesões malignas apresentam bordas irregulares, dentadas ou com sulcos, com interrupção abrupta na pigmentação da margem.

Cor: A coloração não é a mesma em toda pinta. Lesões muito escuras ou que apresentem diferentes tons em uma mesma lesão devem ser avaliadas, pois podem indicar malignidade.

Diâmetro: Lesões que crescem rápido de diâmetros, principalmente aquelas maiores que 6 milímetros levam a uma suspeita maior de lesão maligna.

Evolução: Toda pinta que mudar (mudança de cor, formato, tamanho e relevo) em curto período de tempo (1 a 3 meses) deve ser examinada por um dermatologista.

Outra forma de avaliar o risco da doença é através da “Calculadora de Risco para Câncer da Pele”, disponível no site: www.sbd.org.br/controleOsol/calculadora

A SBD orienta que as pessoas se examinem com periodicidade, consultando um dermatologista em caso de suspeita.

Também é importante que se examine familiares, pois muitas vezes os cânceres podem aparecer em regiões que não conseguimos ver sozinhos.

Ao se expor, é importante que as áreas descobertas estejam protegidas, mesmo em dias frios e nublados.

Previna-se

  • Evite o sol entre 10h e 16h;
  • Aplique o protetor solar diariamente (fator de proteção de no mínimo 30) e repita a aplicação a cada 2 horas;
  • Use camiseta, chapéu de abas largas, sombrinha e guarda-sol;
  • Não se esqueça dos óculos escuros, de preferência com lentes de boa qualidade;

A SBD lembra que a melhor forma de evitar a doença é a prevenção!

Vale reforçar que nem o autoexame, nem a calculadora de risco, substituem a consulta ao dermatologista da Instituição.

Encontre um dermatologista da SBD: www.sbd.org.br

Veja Mais